Luciana Mello lança ‘6º Solo’, um álbum de música brasileira

Posted by Chris Fuscaldo Category: Entrevistas

Foto de Ike Levy

Já fazia quatro anos que Luciana Mello não lançava um disco seu. Com “6º Solo”, a cantora mostra que o tempo foi importante para que conseguisse colocar em prática antigos desejos. Um deles foi o de gravar com a banda tocando ao vivo, no estúdio. “O artista vive de fases e eu queria experimentar coisas novas. Falei para o produtor do disco, Otávio Moraes, que gostaria de gravar ao vivo para encontrar uma sonoridade e ele falou: ‘Vamos então fazer como se fazia antigamente?’ Eu só queria buscar a simplicidade de tocar. Sempre gostei da tecnologia, mas queria algo orgânico.”

O apego ao natural vem no embalo da paixão pela música brasileira. Em “6º Solo”, Luciana deixa o soul um pouco de lado para experimentar também ritmos que têm a ver com sua origem: “Eu cresci com a oportunidade de ouvir MPB. Esse disco mostra essa influência brasileira, que é do meu pai, do meu irmão, dos músicos que conheci…”

O pai, Jair Rodrigues, participa na música “Mentira”. “Ninguém melhor para chamar do que o cara que me apresentou o samba”, brinca  a cantora. O músico canadense Corneille divide a canção “Couleur Café” com Luciana. “Eu era fã do trabalho dele. Entrei em contato e ele respondeu. Mandei a música e ele gostou. Infelizmente não pude ir nem ele pôde vir. Gravamos à distância”, conta.

O disco abre com Chico César (“Descolada”) e “Tchau” (Jair Oliveira). O repertório traz também “Recado”, de Gonzaguinha, e “Se For Pra Mentir”, de Arnaldo Antunes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>